Hidroterapia

HIDROTERAPIA

ﮙHistórico da água como grande remédio da natureza

A terapia da água é antiga, diversas culturas utilizavam a água como forma religiosa como um remédio natural da natureza, devido seu alto poder curativo.

Utilizavam a água como banhos em diferentes temperaturas, banhos demorados de imersão para combater doenças, e também como forma de higiene e prevenção, muitos consideravam um ato sagrado como os antigos egípcios, sendo a água corrente utilizada com respeito e adoração.

Em 1680 onde o Alemão Sigmund defendeu o uso da água para problemas médicos, e assim surgiu a disciplina de hidroterapia, porém devido a época não era considerada muito eficaz. Após varias publicações sobre os estudos sobre a utilização da água no tratamento de doenças, em 1830 Vicent Priessnitz desenvolveu um tratamento com o uso de água fria e exercício vigoroso, esse método foi considerado como a criação da hidroterapia moderna.

Considerações sobre a água

A água é um dos principais elementos da natureza humana e da terra, pois sem ela não existe vida. Sendo que 70% do nosso organismo é composto por água dependendo da idade, sexo, e outros fatores.

As fontes naturais de água são precipitações atmosféricas as água subterrâneas e as águas superficiais.

Propriedade energética da água: Prana

Segundo a visão oriental, a água possui uma energia, o prana que tonifica o organismo deixando-o mais saudável e vibrante, sendo o prana o princípio universal de energia que interpenetra todas as coisas e manifesta-se através de vários aspectos, é também conhecido como Força Vital.

Refere-se a toda forma invisível de energia que anima a vida, o prana esta presente no ar nos alimentos na luz solar no solo.

O prana sendo uma forma de energia pode estar auxiliando para revigorar e fortalecer o corpo humano.

Existe uma quantidade maior de prana na água corrente que na água estagnada. Sendo que a quantidade de prana presente na água esta intimamente ligada com a quantidade de moléculas de oxigênio presentes nesta.

Pranizar a água antes da utilização: deve-se passar a água pelo ar carregá-la com seu prana, transferindo de um recipiente para outro, também chamado de aeração.

Propriedades Físicas da água

Segundo Ruoti (1997, p.17) A água é composta de dois elementos mais comuns da terra oxigênio e o hidrogênio. Entre outras características físicas como:

A densidade: é a relação entre a massa e o volume de um objeto.

A densidade da água é de 1000 kg/m3, então todo objeto que tiver densidade menor flutuará, e os de maior densidade afundarão. O corpo humano possui a densidade em geral 0,950kg/m3, tende a flutuar, porém existem características individuais que podem interferir na flutuação.

A Pressão Hidrostática: Segundo o autor citado acima a pressão hidrostática é definida como força por unidade de área, em que a força por convenção é suposta atuando perpendicularmente á área da superfície.A unidade padrão de pressão é chamada de pascal.Princípio de Pascal: A pressão aplicada a um fluido dentro de um recipiente fechado é transmitida, sem variação, a todas as partes do fluido, bem como às paredes do recipiente (www.if.ufrj.br/teaching/fis2/hidrostatica/pressao.html).

Sendo assim os fluídos exercem pressão em todas as direções. A pressão hidrostática aumenta com a profundidade.

A Refração: Segundo Ruoti (1997,p.20) Refração é quando a luz passa de um meio para outro ela encontra uma camada, e normalmente sofre uma transformação.Quando a pessoa está imersa dentro da água ocorre mudança na percepção visual da localização de uma parte do corpo e sua posição real.

Propriedades Térmicas da água

Um fator importante da água no seu uso terapêutico é que a água pode transferir ou absorver grandes quantidades de calor.

Calor é a energia cinética das partículas em movimento, quando a água é aquecida as suas moléculas estão se movimentando com maior intensidade. O calor pode ser gerado ou transferido de uma substância para outra através da condução, conversão (a produção de calor através da passagem de alguma forma de energia através dele ex. cromoterapia), ou convecção (o calor é transferido por circulações ou gases aquecidos).

Na hidroterapia o calor é transferido por condução para ou do corpo.

Temperaturas da água por MOOOR et al (1968)

CLASSIFICAÇÃO TEMPERATURA
Muito Quente 40º para cima
Quente 38 á 40ºC
Morno 33 á 38ºC
Tépido 27 á 33ºC
Fresco 21 á 27ºC
Frio 13 á 21ºC
Muito frio 0 á 13ºC

Obs.Observar a percepção individual da temperatura, o que é agradável á uma pessoa pode ser insuportável à outra.

Classificação da Águas:

Naturais: são superficiais (rios, degelos, chuvas) e profundas (subterrâneas).

Potável: água que passou por processos de purificação

Industrial: é tratada com características relacionadas com a finalidade de seu uso.

Mineral: é a água que contém alguns minerais e que possui benefícios terapêuticos.

Ex: Fluoretadas: podem auxiliam na formação de dentes e ossos.

Alcalinas: podem diminuir a acidez estomacal.

Ácidas: auxiliam na regularização do ph da pele.

Carbônicas: hidratam a pele.

 

A HIDROTERAPIA

È o uso sistematizado da água para promover a saúde e combater doenças.

Grego= hydor água

Therapia cura

Os efeitos fisiológicos da hidroterapia podem ser além de térmicos e seus arco reflexos, químicos e mecânicos. Os térmicos dependendo da temperatura estimulam ou sedam partes ou sistemas do corpo, sendo que o arco-reflexos são respostas em nível muscular, glandular e orgânico devido à conexão nervosa existente entre a área de aplicação na pele e algum órgão do corpo.

Os efeitos mecânicos são produzidos através de duchas, turbilhões, banheiras de hidromassagem entre outros. E os químicos se referem à ingesta da água mineral.

Além dos fisiológicos existe a teoria da vitalização que diz respeito à transferência de energia vital da água para todos os tecidos doentes.

A aplicação da hidroterapia exerce uma influência benéfica em todo o organismo auxiliando a estimular o sistema nervoso, normalizar a circulação, melhorar a digestão, aumentar a atividade das glândulas sudoríparas, aumento do tônus muscular.

Hidroterapia interna
Ingesta da água: Além de ser um hábito importante para a manutenção da saúde, pode provocar respostas favoráveis entre diversos problemas de saúde, como: febre, diabetes, reumatismo, alcoolismo. Etc.

Uso de clísteres (são utilizados para a realização do banho interno ou lavagem intestinal para remover o acúmulo de matéria fecal principalmente do cólon do intestino grosso de da curva sigmóide)

Hidroterapia externa:

Os efeitos provocados pela aplicação externa de água são influenciados principalmente pela temperatura, tempo de aplicação, abrangência e pelo procedimento utilizado.

Hidroterapia externa: banhos, duchas, compressas, fricções e vapores, pachos,envoltórios.

Efeitos Térmicos da Hidroterapia:

Diferenças importantes da aplicação: frio/quente

Geral/ prolongado

Curto/longo.

Sendo a temperatura uma das características mais importantes da água para a hidroterapia, seu efeito vai depender da temperatura. Os efeitos de calor e frio são respostas tônicas e atônicas.

Tônica: o corpo fica revigorado, melhora a capacidade muscular, a pele pode ficar avermelhada, a freqüência cardíaca diminui, regula a pressão arterial, ocorre a dilatação dos vasos sangüíneos internos, aumenta a produção de calor, aumenta a ação da pele e a funcionalidade respiratória.

Atônica: diminuição do tônus muscular, e da capacidade muscular, sensação de fadiga, aumento da freqüência cardíaca, diminuição da temperatura, e da ação da pele, diminuição da função respiratória, contração dos vasos sangüíneos e diminuição da produção de calor, na aplicação do quente prolongado ou frio duplo prolongado.

Efeitos do Calor:

Os efeitos vão depender do local da aplicação, do tempo e da modalidade utilizada: Através do calor as camadas externas da pele são aquecidas e a temperatura do corpo pode se elevar. Isto simula, portanto um estado febril moderado.

O calor faz dilatar os vasos sangüíneos, estimula a circulação do sangue e relaxa os músculos, dessa forma, as vias nervosas que conduzem à sensação de dor são aliviadas do estimulo de pressão. Os receptores nervosos conduzem os estímulos de calor através das sinapses até o centro da dor, onde desencadeiam processos químicos que atenuam as sensações de dor. Segundo Fritz,(2002p.206)A origem da dor pode ser do tipo: a somática e a visceral, na qual a somática surge com a  estimulação do receptores sensoriais da pele.

Os receptores sensoriais ficam situados nas extremidades distais dos nervos periféricos. Cada tipo de receptor é especializado, respondendo a um tipo específico se estímulo. Podendo ser classificados como:

Mecanoceptores, termoceptores, quimioceptores.

De acordo com Guyton (1987, p124), em geral os sinais térmicos são transmitidos por vias quase que paralelas as dos sinais da dor. O estímulo térmico ao entrar na medula espinhal percorre alguns segmentos e terminam em lâminas das pontas dorsais, as mesmas onde terminam as fibras da dor.

Podendo então estar utilizando os estímulos térmicos para aliviar a dor.

Segundo Guyton (1988, p.443) o metabolismo corporal é a expressão da intensidade com que a energia esta sendo liberada pelo metabolismo do corpo todo, quando em repouso possuem seu metabolismo basal em 60 á 70 calorias por hora, quando estimulado pode aumentar ou diminuir o funcionamento do metabolismo basal. Vários fatores podem alterar o metabolismo basal, como a estimulação simpática, o exercício físico, hormônios e dentre eles está o calor.

A temperatura corporal é controlada de uma forma muito precisa, é equilibrada entre a intensidade da perda de calor (que pode ser pela radiação, condução, e evaporação), e da produção de calor pelo corpo.

Embora todos os tecidos do corpo produzam calor, em áreas onde as reações químicas são mais rápidas, produz maiores quantidades, em estado de repouso o fígado, o coração, o cérebro e as glândulas endócrinas produzem grandes quantidades de calor.

Conforme o autor citado acima centros nervosos do hipotálamo chamado de termostato hipotalâmico fazem o controle da temperatura corporal equilibrando a perda de calor e a produção de calor pelo corpo, para manter uma temperatura normal de 37ºC. Então quando a produção de calor é maior que a perda de calor, a temperatura corporal consequentemente aumenta, e da mesma foram quando a perda de calor é maior que a produção de calor, a temperatura corporal diminui, equilibrando assim a temperatura corporal.

Regulação hipotalâmica da Temperatura:

Na região anterior do hipotálamo está localizado um grupo de neurônios que responde diretamente a temperatura, quando a temperatura do sangue aumenta a freqüência da descarga dessas células também aumenta e quando diminui as descargas também diminuem. Sendo que o hipotálamo pode ser dividido em 02 partes centro de perda de calor (quando estimulada provoca a redução da produção de calor).

E um centro de produção de calor (quando estimulado provoca o aumento da produção de calor).

Quando esses centros são ativados desencadeiam diversos mecanismos para regular a temperatura corporal.

Função do centro hipotalâmico de produção de calor no aumento da temperatura corporal

Quando o sangue mais frio passa pela região do hipotálamo, o centro hipotalâmico de produção de calor é ativado desencadeando assim diversos mecanismos para aumentar o calor corporal.

  • Vasoconstriçaõ da pele.
  • Estimulação simpática do metabolismo.
  • Tremor muscular
  • Piloereção

Função do centro hipotalâmico de perda de calor na redução da temperatura corporal.

Quando a temperatura da região termossensível do hipotálamo fica muito elevada nos neurônios dessa área ficam extremamente excitados estimulando assim o centro de perda de calor, provocando algumas alterações como:

  • Vasodilatação
  • Aumento do metabolismo basal
  • Diminuição do tônus muscular
  • Sudorese

Efeitos do calor geral prolongado:

Tempo: mais de 20 minutos.

Estão diretamente relacionados com o tempo de duração e o procedimento, podendo ocorrer as seguintes alterações:

Duração: mais de 20 minutos. Banhos de imersão, sauna.

Em conseqüência das trocas térmicas a temperatura corporal da pele e a central tende aumentar, pois o corpo ganha calor da água, onde pode quebrar a homeostase com a finalidade de eliminar o calor, para normalizar a temperatura corporal.

Podem ocorrer diversos respostas fisiológicas como:

Uma resposta de inibição da atuação do sistema nervoso simpático no tônus vaso motor, provocando vaso dilatação no intuito de facilitar a perda de calor, essa dilatação cutânea provoca o aumento do transporte de calor para a pele, facilitando assim os mecanismos da manutenção da temperatura corporal.

Segundo Guyton (1988, p.451) O hipotálamo envia sinais produtores de suor para todas as glândulas sudoríparas do corpo pelos nervos simpáticos, oferecendo assim uma boa evaporação de suor.Por esse meio é iniciado o mecanismo de refrigeração que pode reduzir a temperatura corporal.

Ocorre também uma inibição no sistema simpático responsável pelos mecanismos de produção de calor, com isso há uma diminuição do metabolismo e do tônus muscular.

Aumento da freqüência cardíaca em função do calor excessivo ocorre uma estimulação simpática do coração, auxiliando na perda de calor porque aumenta a velocidade do fluxo sangüíneo pelo sistema circulatório.

O ritmo respiratório aumenta, pois com o aumento do retorno venoso ocorre um aumento na circulação pulmonar e das áreas de troca gasosa, sendo que este efeito provoca um acréscimo na eliminação de dióxido de carbono, aumentando o pH e a alcalose.

Com a diminuição da resistência sistêmica ocorre um aumento do fluxo sangüíneo para a pele proporcionando um aumento do retorno venoso e conseqüentemente o debito cardíaco, como a PA está diretamente relacionada com o débito cardíaco a pressão diastólica diminui, aumentando assim a pressão do pulso.

O aumento da volemia sangüínea provoca diurese, então os rins são estimulados para manter o equilíbrio dos líquidos corporais.

A exposição ao calor prolongado provoca eliminação e diminuição da quantidade de água corporal, sendo muito importante à hidratação correta esses procedimentos.

Evitar aplicações longas em:

Crianças

Idosos

E pessoas debilitadas, pois podem não estar preparado para suportar este esforço.

Efeitos do calor geral curto

 

Possui efeito revigorante, porém com certo efeito sedativo por ser um estímulo breve a exigência do sistema cardiocirculatório é bem menor.

 

Efeitos do calor local

 

O calor mais superficial atingindo pele e tecido subcutâneo. Sendo assim o calor só consegue se espalhar rapidamente em função do aumento da circulação local provocado pela vasodilatação.

Ocorre como resposta um aumento no metabolismo local

Aumento da migração de leucócitos para a área aquecida

Relaxamento muscular – inibição da ação simpática

Transpiração local – termoregulação

Analgesia – por competição de estímulos nervosos

Efeitos do frio

 

Os efeitos também vão depender da abrangência e do tempo da aplicação e temperatura.

Quando o corpo é sujeito a temperaturas baixas os vasos sanguíneos contraem-se e os músculos retraem-se momentaneamente para depois relaxarem.

Segundo Guyton (1993 p.98) Existem de 4 -10 mais pontos sensíveis ao frio que O frio estimula os batimentos cardíacos o coração bate mais depressa, assegurando que a temperatura do corpo não baixe.

Efeitos do frio geral

Provocam uma depressão da função fisiológica como um todo.

Diminuição do metabolismo geral

Diminuição da temperatura corporal e da freqüência cardíaca

Diminuição da circulação periférica

As aplicações longas de frio são utilizadas apenas em casos muito específicos e na maioria das vezes devem ser evitadas em hidroterapia

Efeitos do frio local

Possuem um efeito analgésico e não exigem respostas tão intensas do sistema cardiocirculatorio e de termoregulação que a exposição da aplicação de frio geral.

Efeitos do contraste

São aplicações alternadas de calor e frias, o principal efeito é o aumento da circulação em função de seguidas constrições e dilatações dos vasos sangüíneos, auxiliando nas congestões e inflamações.

Efeitos Reflexos da hidroterapia

A resposta da temperatura aplicada na pele pode ser definida como efeito reflexo, que interfere no funcionamento de diversos órgãos e sistemas através das sinapses nas raízes nervosa da medula espinhal.

Os efeitos se propagam pelo sistema nervoso mediante a formação de um arco reflexo.

O qual se inicia quando um estimulo térmico é aplicado a pele, esse é captado pelas terminações nervosas livres e conduzido através de fibras somáticas aferentesaté a medula.

Área Reflexa Local de Aplicação
Cérebro Rosto, mãos e nucas
Pulmões Peito
Bexiga Superfície interna das coxas pés e abdomên
Coração Peito próximo ao coração

Compressas:

 

São locais e em partes específicas do corpo. Podendo ser compressas simples ou duplas.

As compressas duplas se diferenciam porque sobre o pano úmido deve-se colocar um pano seco e depois um pano de flanela, ou cobertor.

A compressa Quente:

Podendo ser simples ou dupla: tem como função aliviar a dor,estimular a transpiração, ativar a circulação local de forma passiva,descongestionar processos não inflamatórios, estimular a absorção de resíduos celulares.Este tipo de compressas é contra indicado nas congestões antiinflamatórias agudas.

As aplicações longas 30 minutos Máximo 2 horas: possui efeito sedativo

As aplicações curtas 3 a 5 minutos são estimulantes

A Compressa Fria:

Estimular a circulação e a reatividade do corpo na autodefesa contra doença. Recomendada para inflamações articulares agudas, artrite crônica, hemorróidas, insônias dores de cabeça… Etc.

As aplicações duram de 30 á 2 horas.

Inicialmente o frio provoca uam vasoconstrição e ativa a área para reagir ao estimulo, em seguida, após a reação do corpo acontece uma vasodilatação local, facilitando assim o fluxo sangüíneo e energético na área.

Modalidades

  • Compressa céfalo-caudal frio-quente dupla
  • Compressa abdominal fria dupla
  • Compressa peitoral fria dupla
  • Compressa de tronco fria dupla
  • Compressa articular fria simples/dupla
  • Compressa de pés fria simples

PACHOS:

Para a aplicação de pachos é necessário lençol molhado, lençol seco, cobertores, eventualmente bolsas de água quente.

O pano deve ser mergulhado em água quente ou fria segundo indicações e bem torcido, envolve com ele o corpo ou a parte a ser tratada, de modo que não tenham pregas nem rugas. Por cima coloca-se o pano seco e por ultimo coloca-se o cobertor de lã, esta operação precisa ser feita rapidamente.

Os pachos servem para distender tanto os músculos como os órgãos internos, acalmar o sistema nervoso, aliviar as inflamações, extrair toxinas e expeli-las através da pele e aumentar a circulação sem esforçar o coração.

Pacho Completo Frio Duplo

Tempo de aplicação 30 á 2 horas

Efeitos esperados: aumenta a circulação periférica, auxilia na regulação térmica ativa a sudorese favorecendo a desintoxicação.

Uso terapêutico: febre problemas musculares, nervosismo, superar um resfriado ou gripe, como um Tonico ou sedativo.

Pacho completo Frio simples

Aumento da circulação periférica e da produção de calor corporal

Regulação da circulação periférica, alivio do edema.

Banhos:

Na hidroterapia podem ser usados banhos completos ou parciais.

A intensidade do efeito dos banhos está relacionada o a abrangênia da aplicação, o tempo de exposição e a temperatura.

Qualquer tipo de banho só dever ser realizado de 1 á 2 horas antes das refeições ou duas horas após.

Modalidades:

  • Banho Completo Quente prolongado
  • Banho Completo quente e curto
  • Banho completo frio e curto
  • Banho completo alternado
  • Banho completo tépido
  • Banho de hidromassagem
  • Meio banho
  • Banho de tronco
  • Banho pélvico quente e prolongado
  • Banho pélvico morno e curto
  • Banho pélvico tépido e curto
  • Banho perineal
  • Banho genital
  • Banho frio/quente/alternado dos antebraços
  • Banho frio/quente/alternado das mãos
  • Banho frio/quente/alternado dos pés

Duchas e Vapores

Duchas:

Um jato moderado ou forte água orientada para determinada área do corpo ou mesmo para o corpo todo.

Podendo ser completas ou parciais, e seus efeitos vão depender da temperatura forma e força do jato e local de aplicação.

A ducha fria: tem função tonificante, age contra o cansaço, alta temperatura corporal, pressão baixa e auxilia na recuperação dos desmaios.

A água dever ser a mais fria possível segundo a tolerância da pessoa que esta recebendo, o tempo de aplicação geralmente não passa de alguns segundos.

A ducha morna: possui ação sedativa e relaxante e têm ótimos efeitos contra a enurese, problemas pélvicos e nervosismo. A temperatura da água é de 33ºC á 36º e o tempo de aplicação de 4 á 6 minutos

A ducha quente: ações calmantes, sedativas do sistema nervoso central, contra dores nevralgia, insônia, para expectoração, transpiração ale de acelerar o ritmo cardíaco e respiratório. A água é utilizada na temperatura de 37ºC á 40ºC e o tempo de aplicação de 30 segundos a 2 minutos.

Durante uma ducha quente deve-se prevenir dor de cabeça e tontura aplicando uma compressa fria na testa e pescoço.

A ducha alternada: é considerada a mais importante existem 02 tipos de duchas alternadas.

Ducha alternada proporcional de calor e frio que tem ótima função no reumatismo muscular, articulações enrijecidas.

Ducha alternada desproporcional de calor e frio ênfase para o calor:

Combate a fadiga muscular, falta de energia, e a transpiração freqüente e abundante.

A proporção desse procedimento é de 1 á 4 minutos de aplicação quente em seguida imediatamente da aplicação fria de 5 a 30 segundos. Podendo ocorrer troca de água

As duchas alternadas são recomendadas para pele seca, catarro gastrointestinal, congestão do fígado e baço, gastrite crônica.etc

Alguns Tipos de Duchas:

  • Ducha na sola do pé
  • Ducha nos pés
  • Ducha no abdômen fria ou quente
  • Ducha no abdômen alternada
  • Ducha no peito
  • Ducha nos ombros
  • Ducha facial
  • Ducha meia perna..etc

Vapores:

 

São procedimentos que utilizam água sob a forma de vapor para aquecer o corpo ou parte dele.

Ao provocar a sudação, aumentando a temperatura do corpo e fazendo com que o  sangue circule na pele e nos órgão em maior quantidade e removendo assim as toxinas, favorecendo a expulsão das mesmas para a pele rins, e pulmões.Em seguida o corpo deve ser reforçado e enrijecido através do uso do frio.Os vapores parciais são mais utilizados.

Modalidades de vapores:

  • Vapor completo: utilizar duas panelas de água ferida disponível, sentada em uma cadeira envolve todo o corpo com um lençol e depois uma coberta ate o chão. Duração 5 á 15 minutos.
  • Vapor dirigido á cabeça
  • Meio vapor

A camada invisível: Sentimentos e Emoções:

As emoções e os sentimentos se comportam como a água. Quando nos retemos para nos proteger de um choque, ou nos endurecemos para não sentir dor, nosso estado liquido é como o gelo. Quando nos derretemos com o amor ou nos dissolvemos em lágrimas, nosso estado é liquido. O estado visceral dá origem a sensações de fome, vazio, anseio, desejo e seguidos de satisfação e plenitude.

Amor, interesse, atração, raiva desgosto são estados emocionais relativos à nossa percepção consciente. Agimos como uma onda ou um fluxo gelado, muitas vezes nos comportamos como cascatas e córregos. Choramos soluçamos, suspiramos e gememos emitindo fluidos.

Esses são os poderes dinâmicos da água. O qual se encontra em meio de se transformar em estruturas, e dessa fora mudar o seu estado. Sentimentos e emoções, hormônios, todos mudam um dia de forma. As formas não se fixam concretamente. Alguns processos são como o gelo e outros mais fluidos.

A vida liquida pode ser identificada no fluxo dos pensamentos, nas marés dos sentimentos, nas ondas da intuição, nas profundidades oceânicas dos sentimentos.

O liquido fazem partes da psique são mensageiros que sinalizam o comportamento. Somos um oceano de líquidos estruturante e uma forma, uma configuração organísmica, com um formato uma geometria, seguimos um padrão de pulsação que nos leva as certas experiências na vida. Dependendo do estado dos nossos fluidos poderá ser a nossa

Convivência com o mundo e em nós mesmos.

Responses

  1. Gosto muito do estudo das coisas naturais! Estudo a Homeopatia, a Hidroterapia, a Acupuntura, a Cromoterapia, a Fitoterapia, etc…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: