Reflexologia

REFLEXOLOGIA

A reflexologia é uma prática milenar, que está presente nos dias de hoje como uma poderosa forma de tratamento e prevenção da saúde, com a qual se obteve bons resultados. Segundo LOURENÇO (2002) milhares de pessoas já foram beneficiadas por este tratamento.

A reflexologia podal é uma prática natural que se apresenta nesta gama de terapias que visam a prevenção e a promoção da saúde, onde a partir do toque localizado em regiões reflexas específicas pode-se chegar a uma melhor qualidade de vida.   Segundo FRITZ (2002), o toque é uma forma de comunicação e proporcionará mudanças fisiológicas no corpo, tais como mudanças na concentração de hormônios, alterações na atividade do sistema nervoso central e periférico e na regulação dos ritmos do corpo. Baseando-se na teoria do macro e do micro cosmo, os pés podem representar todo o corpo e seus órgãos, o que possibilita uma ação reflexa neurológica para a regulação das funções corporais.  Segundo LOURENÇO (2002), existem terminações nervosas nos pés que podem ser estimuladas para restaurar a comunicação nervosa, avisando o cérebro por meio de canais aferentes que envie agentes corretivos fortalecendo o organismo, ajudando na circulação, favorecendo a limpeza intersticial proporcionando uma desintoxicação e melhorando o poder de absorção de nutrientes.

O estímulo aplicado muda o potencial de repouso e provoca a despolarização da membrana gerando o potencial de ação. Segundo GUYTON (1993), o estado normal ‘’polarizado’’  de 90mv é perdido variando rapidamente para a positividade, ocorre a despolarização, ou seja a quebra do gradiente de concentração de sódio e de potássio que estão dentro e fora da célula, o sódio vai para o interior e o potássio para o exterior as cargas positivas são transportadas para fora. Segundo GUYTON (1993), uma vez excitada a fibra nervosa gera-se uma despolarização da sua membrana celular, este processo irá trafegar ao longo de toda a extensão da fibra. Segundo GUYTON (1993) o estímulo percorrera três níveis principais do SNC, que apresentam atributos funcionais especiais: o nível medular, nível encéfalo inferior e superior.

Segundo GUYTON (2002) a informação sensorial, entra na medula espinhal pelos nervos espinhais. Contudo, a partir do ponto de entrada e do percurso que irão percorrer, esses sinais podem ser transmitidos por duas vias diferentes. Uma delas é o sistema coluna dorsal-lemnisco, onde os sinais chegam até o bulbo, passam pelo tronco cerebral até chegar ao tálamo, passando pelo complexo ventro basal, que se projeta aos giros cerebrais, as chamadas áreas somáticas I e II. Depois de interpretado os impulsos nervosos segundo LOURENÇO (2002) a resposta acontece por nervos eferentes, chegando ao órgão um estímulo organizador, para que o próprio corpo se organize e funcione de forma correta, e também a resposta na região pressionada nos pés, desbloqueando os plexos nervosos.

Ainda segundo DOUGANS (2003), a ação da gravidade também atua no processo de estagnação sanguínea nos pés, acumulando toxinas. A massagem reflexológica pode quebrar os cristais e resíduos, que serão removidos pela circulação.

A circulação sanguínea e a linfática acabam sendo mecanismos que atuam na limpeza e na normalização de toxinas no corpo e, consequentemente nos pés. Segundo LETT (2000-22p) a área do tecido conjuntivo, a matriz extra celular, contém terminações nervosas, capilares vasculares e linfáticos, axônios do sistema nervoso simpático e parassimpático e algumas substâncias como íons, açúcares, proteínas, entre outros. Segundo LOURENÇO (2002), pode ocorrer uma estagnação, um mal funcionamento entre as substâncias presentes na matriz extra celular ,  que pode ocasionar problemas nas transmissões nervosas. Ocorre então uma deficiência ou uma imperfeição dos impulsos nervosos,  isso pode debilitar a comunicação entre o cérebro e os órgãos. Ainda segundo LOURENÇO (2002), o próprio efeito mecânico dispersa este acumulo de substâncias no terminal nervoso, contribuindo para sua retirada feita pela circulação sanguínea ou linfática.

A Dor.

Segundo XXX ( pg 229-238) a dor se apresenta como uma alarme para o corpo, indicando seus limites e avisando suas enfermidades ou suas estruturações errôneas.

Existem nociceptores para diferentes estímulos , mecânicos, térmicos e químicos, também existem 2 tipos de dor. A dor rápida ou aguda e a dor lenta ou crônica, as quais são verificadas por mecanismos diferentes, por seus receptores e vias ascendentes. A dor rápida  ativa majoritariamente as terminações livres de fibras do tipo Aα ( mielinizadas ) as quais podem sentir estímulos mecânicos e térmicos. A dor lenta acontece quando o tecido que circunda o nociceptor é lesionado, ocorrendo sangramento, que além de glóbulos vermelhos leucócitos são liberados, e entre eles os mastócitos, células que produzem e secretam substâncias alogênicas. Ocorrerá também anóxia no tecido nutrido por aqueles vasos. Acarretando lesão celular e depois a inflamação,  as próprias células do tecido lesado liberam substâncias alogênicas, as quais potencializam as primeiras. OS receptores acionados por esta lesão tecidual são os de fibra C ( não mielinizadas ). A sensibilização da área irá ocorrer, ou seja, a aproximação do limiar de disparo do potencial de ação, faz com que os estímulos leves passem a provocar dor, este fenômeno chama-se hiperalgesia.

A dor rápida de fibras mielinizadas alem de ter uma precisa localização espacial, os impulsos chegam aos núcleos talâmicos, onde estão os neurônios de terceira ordem e seus axônios projetam se no corte somestésico primário. Tendo assim maior rapidez na sua sinalização, sendo capaz de aliviar reflexos que possam contribuir para que o organismo livre-se rapidamente do estímulo doloroso.

A dor lenta continua mesmo após a retirada do estimulo nocivo, causando sofrimento, deixando um processo inflamatório o qual amplifica a dor pelos agentes alogênicos na região. Ela pode ser d difícil localização principalmente em órgãos internos, fenômeno este chamado de “ dor referida” ( ex: angina do peito ). Possuem varias projeções e são muito ramificadas, uma destas projeções vai para o hipotálamo, onde se apresentam neurônios secretores ou controladores da secreção hormonal de glândulas endócrinas e neurônios que atuam no funcionamento das vísceras. Outras fibras se projetam no sistema límbico, gerando diferentes reações comportamentais, subjetivas do conteúdo emocional ( sofrimento) .

Existem mecanismos analgésicos endógenos, o primeiro deles se encontra no corno  dorsal, logo na primeira sinapse com os receptores de segundo ordem. Nesta região sinapses inibitórias são encontradas, as quais são ativadas pela fibra Aβ que estão relacionadas  informações táteis. Como conseqüência um estímulo tátil pode amenizar uma sensação álgica por ter sua transmissão inibida para os neurônios de segunda ordem. ( EX:  a estimulação tátil ao receber uma pancada ). Existem núcleos também nas vias descendentes moduladoras da dor como a substancia cinzenta ou grisea periaquedutal, para os núcleos bulbares e os chamados núcleos de rafe, destes para o corno dorsal, podendo inibir a transmissão sináptica, bloqueando a dor. O efeito dos opióides, como a encefalina, as endorfinas e a dinorfina, substâncias estas encontradas na parte cinzenta periaquedutal, nos núcleos de rafe e no corno dorsal, exercem funções como a modulação nas sinapses nociceptivas, bloqueando neurotransmissores excitatórios e hiperpolarizando a membrana.

Benefício proporcionado pela reflexologia é a estimulação da liberação de endorfinas, um analgésico natural poderoso liberada pelo próprio corpo, sendo 10 vezes mais forte que a morfina. A glândula responsável por sua produção é o hipotálamo. Tanto a morfina, quanto a endorfina, podem inibir sinais dolorosos através da medula espinhal, e também elas influenciam diretamente o estado do sistema imunológico.

È importante ressaltar que a reflexologia estimula o corpo para sua própria harmonização, ou seja, as pressões nos pontos reflexos podem causar reações, caso estas, sejam a própria resposta do corpo para trazer o equilíbrio da situação.

EX: Ana esta com náuseas porque comeu no café da manhã algum alimento de má procedência. Caso o ponto reflexo do estômago for pressionado o vômito pode vir a ocorrer, porque este trará a harmonia para o corpo (a eliminação daquele alimento.

Um estudo da fisiologia se faz necessário então para uma boa escolha dos pontos a serem trabalhados, pois através do equilíbrio dos órgãos, e da melhora do funcionamento do sistema nervoso, o corpo  responderá aos estímulos. Este processo então proporcionará mais rapidamente o estado de saúde ao indivíduo.

Para escolha dos pontos de ser levado em consideração não somente o órgão ou região afetada, pois se assim for efetuado ela se tornará uma mera pratica emergencial ou ate mesmo alopática. A visão integrada do ser é indispensável, uma vez que, as correções enviadas pelo cérebro através dos estímulos já acontecem em pequenas falhas, mesmo à nível celular. Isso demonstra que uma simples sensação de desconforto pode estar relacionada a vários órgãos. Emoções fortes, estresse também podem causar alterações porque ambas são reações do próprio corpo, e cabe ao naturólogo averiguar dentro de seu conhecimento quais os órgãos que estão tendo seu funcionamento afetado, e ate mesmo quais pontos podem ser acrescentados, para que funções como a alimentação, a qual tem a função de nutrir as células, portanto grande influência para uma resposta de correção, contribuindo para o bom funcionamento do corpo.

EX: FFF se preocupa demais e se sente desconfortável após as refeições, e na sua íris apresenta uma lesão sobre a região dos intestinos.

Neste caso pode trabalhar primeiramente toda a coluna, com o intuito de desbloquear os canais nervosos, trabalhar todo o sistema digestivo (localizando também os intestinos, contribuindo assim para a prevenção), onde esta se apresentando o sintoma de desconforto e também deve se trabalhar o sistema nervoso verificando com a interagente os possíveis motivos de sua preocupação, seja ela por falta memória, falta de prazer na vida, falta de tempo pelo excesso de atividades, e assim trabalhar os possíveis sistemas como o próprio sistema nervoso, o sistema endócrino e o sistema respiratório.

Outro ponto importante na reflexologia é a verificação de sinais nos pés, o ressecamento, frouxidão ou tensão, excesso de calor, vermelhidão ou coloração azulada entre outros. Estes sinais são de grande importância dentro de uma avaliação visual, a qual juntamente com a avaliação do toque levando assim a um bom diagnóstico.

Variações ósseas também são importantes e devem ser averiguadas, como por exemplo, uma alteração ao caminhar, onde a planta dos pés não é adequadamente posta ao chão, e um lado tem uma sobrecarga maior de peso do que o outro. Com este acúmulo de tensão o corpo irá responder de uma forma compensatória deslocando a articulação do lado oposto seguindo em “zig e zag” pelas articulações como os próprios tornozelos, joelhos e quadris, até chegar a cabeça. Portanto uma queixa pode estar relacionada a esses pequenos ajustes de compensação feito pelo corpo, como dores e mal funcionamento de órgãos.

Tratamento

Como trabalhar os pontos então na reflexologia. Segundo LOURENÇO (2002) os pontos devem ser caracterizados pela intensidade de dor relatada pelo interagente, com a numeração de 1 para dor leve,  2 para dor média e 3 para dor forte. A partir desta indicação aplicar as pressões: 3 pressões para dor leve, 6 para dor média e 9 para dores fortes. Em caso de dor insuportável não se deve aplicar pressões, entretanto deve se registrar esta informação, e este ponto de dor extrema deverá ter sua redução álgica ao decorrer do tratamento através de pontos relacionados.

Estímulos relacionados na medicina tradicional chinesa.

Tonificação: movimento circular no sentido horário ou movimento pontual com pressões alternadas.

Sedação: Movimento circular no sentido anti-horário ou movimento constante de pressão.

A zonaterapia também pode ser trabalhada com o movimento da “minhoca” de modo ascendente para cada zona longitudinal.

A quiropraxia podal apresentando-se como uma via reflexa da regência das funções do organismo, manifestações do desequilíbrio e da desordem podem estar relacionados a algum reflexo medular, portanto ela se apresenta com grande importância dentro da reflexologia. Movimentos pontuais nas respectivas vértebras, as quais, relacionadas com respectivos órgãos por uma ramificação nervosa, informação podem estar sendo interrompidas ou distorcidas. Movimento serrátil, com a mão em forma de “faca”, passando também em cada vértebra, com uma região uniforme da mão efetuando movimentos de “serra” de modo perpendicular a linha da coluna nos pés. O desbloqueio de cervical se faz presente para que a resposta dolorosa de algum ponto nos pés, seja devidamente sentida e relatada pelo interagente, ou seja, em caso de analgesia dos pés, o desbloqueio pode contribuir. O movimento do desbloqueio pode ser feito somente na parte cervical da coluna, e este movimente deve ser um deslizamento no mesmo sentido da coluna.

Contra indicações na Reflexologia:

Absolutas:

-Inflamações do sistema linfático e venoso ( Trombose

-Corpos estranhos na proximidade de órgãos vitais ( Estilhaços de ferimentos de guerra na nuca )

-Aneurismas

-Transplantes

-Melanomas

Relativas: Doenças relacionadas diretamente com os pés.

– Gangrena nos pés ( Exemplo de diabéticos )

– Eczema intenso ou afecção de micose generalizada nos pés

-Doenças reumáticas com surto doloroso nos pés.

– Doenças infecciosas ou com febre alta.

– Psicoses

Outras doenças que impossibilitem o tato ou a sensibilidade do interagente, como por exemplo, ranseníase.

 

Reflexologia na Gravidez:

Tratamento regular indicado uma vez por semana, somente a partir do quarto mês de gravidez, lembrando que a dose de pressão deve ser reduzida pela metade

Responses

  1. muito bom os cursos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: